Get Adobe Flash player

Folha Metropolitana

Um dos principais jogadores do Santa Cruz no tricampeonato estadual, o atacante Dênis Marques renovou o contrato com o Tricolor até o final da temporada. Especulado para deixar o clube no término do Pernambucano, o atacante ficará no clube na disputa da Série C do Campeonato Brasileiro.

Com a permanência de Dênis e de Tiago Cardoso, o Santa vai tentando manter seus atletas que se destacaram no início da temporada. Após perder William Alves para o Náutico, o clube ainda mantém o entrave com relação a saída de Anderson Pedra, que tem propostas dos outros dois rivais da capital.

Fonte: Por William Tavares, da Folha de Pernambuco.

Depois de manifestar desilusão com a política, o deputado Tiririca (PR-SP), voltou atrás e disse hoje (28) que pretende continuar disputando eleições. Eleito com mais de 1,3 milhão de votos em 2010, Tiririca admitiu que a falta de espaço para voltar a trabalhar na TV pesou na decisão.

“Rescindi o contrato com a [TV] Record para dar sequência ao trabalho [de deputado]. A gente sabe que o humor que está em alta é o stand up”, disse Tiririca. Ele tentou negociar um programa solo, mas não obteve sucesso.

O deputado, um dos mais assíduos da Câmara, não quis antecipar qual será seu futuro político. O líder do PR, Anthony Garotinho (RJ), disse que pesquisas encomendadas pelo partido demonstraram que Tiririca aparece bem cotado para disputas eleitorais majoritárias e proporcionais.

Fonte: Agência Brasil.

"Não estou me omitindo. O caso está sendo apurado por quem tem que apurar. Eu não tenho obrigação de fazer essa apuração. Isso não é se omitir", declarou.

“Não estou me omitindo. O caso está sendo apurado por quem tem que apurar. Eu não tenho obrigação de fazer essa apuração. Isso não é se omitir”, declarou.

O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), reagiu duramente à oposição municipal, nesta terça-feira (28), por acusá-lo de lavar as mãos em relação aos indícios de superfaturamento de materiais escolares levantados pelo Tribunal de Contas do Estado no governo do seu antecessor, João da Costa (PT). Ele disse discordar do bloco adversário, que vê respingos em sua gestão em virtude do seu silêncio. “Não respinga, não. Esse assunto é do TCE, que trata de contratos, licitações e equipes que estavam antes de eu entrar no governo”, afirmou Geraldo Julio sem fazer defesa do ex-prefeito.

Para o prefeito, não é uma questão de “omissão”, como afirmam os vereadores. “Não estou me omitindo. O caso está sendo apurado por quem tem que apurar. Eu não tenho obrigação de fazer essa apuração. Isso não é se omitir”, declarou, depois de uma coletiva onde assinou ordem de serviço para instalação de 200 novas baterias para os semáforos do Recife. “Vamos instalar o dobro numa pancada só, antes do prazo previsto, que era junho”, disse, referindo-se aos novos equipamentos, previstos para entrar 100% em funcionamento após 100 dias. “Eu estou cuidando do Recife, do meu programa de governo, das coisas que afetam a minha responsabilidade”, completou.

Ainda segundo o prefeito, “não há pepino” para resolver porque o TCE suspendeu o pagamento para algumas empresas até que o assunto se esclareça. Geraldo Julio se referiu a um levantamento feito pelo TCE, segundo apurou o Diario, no qual os cofres públicos teriam sido lesados em R$ 8,4 milhões, em três anos. As suspeitas levaram o conselheiro Dirceu Rodolfo a expedir medida cautelar no último dia 10, suspendendo o pagamento de R$ 21,7 milhões às empresas envolvidas.

Fonte: Por Aline Moura, do Diario de Pernambuco.

O escudo da CBF sai do peito e vai para a manga direita da camisa. (Foto: Reprodução)

O escudo da CBF sai do peito e vai para a manga direita da camisa. (Foto: Reprodução)

Novos uniformes diferentes dos tradicionais para a seleção brasileira de futebol serão apresentados nesta terça-feira (28/5): serão pretos. O escudo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sai do peito e vai para a manga direita da camisa. No peito, jogadores trarão estampada a constelação Cruzeiro do Sul. Será o terceiro uniforme.

“O design, inspirado nos uniformes da seleção dos anos 50, foi pensado especialmente para o consumidor que quiser usá-la no dia a dia ou até curtir uma balada”, disse o gerente de desenvolvimento de produto da Nike no Brasil, Adolfo Lopez.

Os uniformes de cor preta, no entanto, não poderão ser utilizados pelos atletas brasileiros na Copa das Confederações, que começa no próximo dia 15. O estatuto da CBF não permite que as seleções utilizem uniformes com cores diferentes das que fazem parte da bandeira nacional.

Fonte: JC Online.

Para auxiliar o consumidor que enfrentar dificuldades para cancelar ou devolver produtos pela internet, entrou em vigor em maio o Decreto nº 7.962/2013, que garante o exercício do “direito de arrependimento”. Em compras a distância (pela internet, TV, telefone ou por catálogos), em que o consumidor não entra em contato direto com o produto antes da compra, ele tem até sete dias a partir da data em que receber a compra, para se arrepender e devolver a mesma à loja e receber seu dinheiro de volta. A regra é válida em todo o território nacional.

O problema é que, na maioria dos casos, os sites de compras não disponibilizavam meios para que o consumidor exercesse esse direito. O decreto regulamenta trechos do Código de Defesa do Consumidor (CDC), criado em 1990, que é uma proteção aos direitos do consumidor. O Código, anteriormente, não previa a modalidade de compras pela internet. De acordo com o advogado Alessandro Ragazzi, da Ragazzi Advocacia e Consultoria, o Código vinha sendo desrespeitado há tempos, não somente nas compras online, como também em compras nas lojas físicas. “Os fornecedores, muitas vezes, aplicavam a regra das compras em lojas físicas para as do meio eletrônico, em que trocas e devoluções eram aceitas apenas quando o produto apresentasse defeitos.”

Após André Nogueira perceber erro em compra pela internet, empresa aérea fez a devolução do valor. (Foto: Peu Ricardo)

Após André Nogueira perceber erro em compra pela internet, empresa aérea fez a devolução do valor. (Foto: Peu Ricardo)

O publicitário André Nogueira, de 23 anos, passou por um incômodo na hora de reaver o dinheiro gasto numa passagem de avião comprada pela internet no cartão de um amigo. “Ao pegar a passagem, vi que o nome do passageiro saiu com o nome do titular do cartão. Então liguei para a empresa, mas me informaram que a passagem era intransferível e que só devolveriam 30% do meu dinheiro”. Após dois dias de insistência, a companhia aérea fez a devolução.

O mesmo aconteceu com o estudante de veterinária Raylsson Tavares, de 21 anos, teve problemas na hora de cancelar a compra de uma camisa. “O produto não correspondia ao que eu escolhi no site. E para piorar, na hora de estornar o dinheiro, o site de compras dizia que o cancelamento já tinha sido feito, enquanto a empresa do cartão afirmava não ter recebido nenhum pedido de estorno do cartão”. Após três meses, o estudante recebeu o valor da compra como crédito em seu cartão.

Com a determinação, os sites eletrônicos devem disponibilizar informações, como o nome empresarial e número do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) do fornecedor; endereços físico e eletrônico, e outras informações que possibilitem sua localização e contato; detalhes sobre as características do produto ou do serviço, bem como, se houver, os riscos à saúde e à segurança dos consumidores. Também devem ser fornecidos outros dados como preço do produto, visualização imediata e fácil do contrato de compra, despesas adicionais (fretes, seguros), tipo de pagamento (cartão, débito, boleto), e prazo de entrega do produto. Também deve ficar visível, no site, a validade de ofertas.

O decreto trata ainda das obrigações dos sites de “compras coletivas”. A partir de agora eles terão que informar a quantidade mínima de consumidores para a realização da compra, a data de validade da oferta, e a identificação do fornecedor responsável pelo site eletrônico e do fornecedor do produto ou serviço ofertado.

Fonte: Por Danilo Aguiar, do Folha PE.

Socialista destaca que economia precisa voltar a crescer. (Foto:Branca Alves/Blog)

Socialista destaca que economia precisa voltar a crescer. (Foto:Branca Alves/Blog)

Mostrando que segue com o pé até o canto no seu acelerador presidenciável, o governador Eduardo Campos (PSB) voltou a defender uma nova agenda para o Brasil, durante o encontro que está sendo realizado com vereadores pernambucanos do seu partido, em um hotel da Zona Sul do Recife. Em seu discurso, que abriu o evento, o socialista destacou que o País viveu um ano de 2011 pior que o ano de 2010, pontuando que as medidas que eram adotadas pelo governo Federal para estimular a economia já não funcionam mais.

Eduardo Campos lembrou que as desonerações implementadas pela União não conseguem mais causar um efeito rápido no crescimento econômico do País, asseverando que um novo modelo de estímulo precisa ser discutido e posto em prática. Uma crítica vela à postura adotada pelo governo da presidente Dilma Rousseff (PT), que repetiu ações realizadas pelo ex-presidente Lula (PT) nesse sentido.

O governador de Pernambuco tem repetido esse discurso nos mais diferentes fóruns que tem participado. Em várias palestras, o gestor socialista aborda sempre a necessidade que o País tem de se reinventar para seguir competitivo diante de outras economias no mundo.

Essa fala de Eduardo não tem sido muito bem assimilada por petistas que defendem a reeleição da presidente Dilma. Alguns, inclusive, defendem que o socialista assuma de agora a sua candidatura ao Palácio do Planalto e deixa a confortável situação de aliado-crítico. E, claro, entregue os cargos que o PSB possui no governo Federal.

Fonte: Por Gilberto Prazeres com informações de Branca Alves, ambos do Blog da Folha.

Equipe conquistou o troféu após derrotar o CRB em amistoso. (Foto: Nacional/Divulgação)

Equipe conquistou o troféu após derrotar o CRB em amistoso. (Foto: Nacional/Divulgação)

A diretoria do Santa Cruz confirmou, no início da noite desta segunda-feira (27), o amistoso internacional que estava tentando marcar há algum tempo. Será contra o Nacional da Ilha da Madeira/POR, na próxima quinta-feira (30), às 16h no estádio Rei Pelé, em Maceió/AL.

O adversário do Tricolor encerrou a temporada atual na oitava colocação do Campeonato Português. A equipe está fazendo uma mini-turnê pelo Nordeste do Brasil. A proposta inicial seria jogar contra CRB/AL e Sampaio Corrêa/MA. A equipe maranhense, porém, cancelou o amistoso, já que chegou à final do Campeonato Maranhense.

No jogo contra o CRB/AL, no último domingo (26), os lusitanos venceram por 3×2, num jogo que serviu de preparação para os regateamos, que assim como o Santa vai disputar a Série C do Campeonato Brasileiro a partir deste domingo (2). O encontro ainda rendeu o troféu José Aprígio para o Nacional/POR.

Fonte: Por Victor Ferreira, da Folha de Pernambuco.

Publicidade
Encontre-nos no Facebook