Get Adobe Flash player

Artigos

Sintomas
A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos. As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois  dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso. A maioria dos infectados se recupera bem e adquire imunização permanente contra a febre amarela.

Transmissão
A febre amarela ocorre nas Américas do Sul e Central, além de em alguns países da África e é transmitida por mosquitos em áreas urbanas ou silvestres. Sua manifestação é idêntica em ambos os casos de transmissão, pois o vírus e a evolução clínica são os mesmos — a diferença está apenas nos transmissores. No ciclo silvestre, em áreas florestais, o vetor da febre amarela é principalmente o mosquito Haemagogus. Já no meio urbano, a transmissão se dá através do mosquito Aedes aegypti (o mesmo da dengue). A infecção acontece quando uma pessoa que nunca tenha contraído a febre amarela ou tomado a vacina contra ela circula em áreas florestais e é picada por um mosquito infectado. Ao contrair a doença, a pessoa pode se tornar fonte de infecção para o Aedes aegypti no meio urbano. Além do homem, a infecção pelo vírus também pode acometer outros vertebrados. Os macacos podem desenvolver a febre amarela silvestre de forma inaparente, mas ter a quantidade de vírus suficiente para infectar mosquitos. Uma pessoa não transmite a doença diretamente para outra.
Continue lendo

A Programação Neurolinguística como ferramenta de transformação

O sistema de ensino é uma evolução de diferentes correntes educacionais ao longo dos anos. Diante deste exposto, as ferramentas que permanecem são exatamente as que se provam mais eficientes no repasse da informação. O problema consiste quando todas as técnicas utilizadas são ineficientes a determinadas demandas que se mostram resistentes no emprego destas técnicas. Neste aspecto a neurolinguística surge como mais uma ferramenta de transformação na educação.

Continue lendo

A Política dos Desencontros!
Partidos são bases de mudanças de acordo com suas acomodações políticas, sem nenhum respeito aos seus correligionários casos que podemos ver aqui em Pernambuco. O PMDB que sempre seguiu a linha Jarbista há mais de duas décadas e sendo base de apoio ao governo Paulo Câmara, poderá sofrer uma mudança radical, tendo o senador Fernando Bezerra como candidato ao governo de Pernambuco, sabendo que o atual vice-governador do Estado é o correligionário Raul Henry, presidente do diretório estadual, tal mudança demonstra a falta de respeito e um movimento punitivo em relação ao voto do deputado federal Jarbas Vasconcelos a favor da abertura de um processo de investigação contra o presidente Temer.

Essas são atitudes meramente radicais a uma opinião de um legislador experiente e convicto dos seus valores, temos um ditado “quem não deve não teme” e ficou muito claro que o excelentíssimo presidente da República teme por essa investigação processual, uma demonstração de covardia e falta de patriotismo a um verdadeiro homem público, vexatório suas articulações pelo poder, onde veja que o presidente vem ganhando corpo para sua mantença a todo custo.

Continue lendo

A escolha da Profissão ou do Futuro!
Quais as primeiras dificuldades para a escolha de uma profissão ou na verdade a escolha do futuro. As pessoas na verdade iniciam no modismo ou no velho pensamento “tenho que garantir meu futuro”. Óbvio que temos de pensar nas duas expectativas para concluir em uma verdadeira escolha onde venha harmonizar o futuro na profissão escolhida, mas nesse caminho existe o modismo que gera um grau de influência e podendo atrapalhar o futuro profissional por solução de momento.

Na verdade, em primeiro lugar devemos saber das nossas habilidades, dos conceitos, de buscar em uma pesquisa todo envolvimento daquela profissão, qual a análise de mercado, quais os impactos na sociedade, o que influenciou a sua pesquisa sobre aquela profissão, o que será necessário para se habilitar na escolha, qual a perspectiva em relação a sua escolha, o que fazer para planejar o seu futuro, o importante é entender que todas as profissões são boas e necessárias.

Continue lendo

O diabetes representa a maior causa de cegueira da atualidade e, como veremos adiante, essa não é a sua única complicação. Existem 300 milhões de diabéticos no mundo, sendo que metade deles não sabe que é portador da doença. No Brasil, há 14 milhões de doentes, muitos deles sem diagnóstico e sem tratamento. O diabetes também é uma importante causa de morte nos dias atuais.

Definição e tipos de diabetes – Diabetes é uma doença metabólica que se caracteriza por aumento do nível de glicose no sangue (hiperglicemia). Para que funcionem adequadamente, as células precisam de um combustível, que é, justamente, a glicose. Porém, para que a glicose penetre nas células é necessário um hormônio chamado insulina.
Existem, basicamente, dois tipos de diabetes. Diabetes tipo 1, na qual a insulina está ausente.
Diabetes tipo 2, na qual a insulina está presente, porém as células não respondem a ela (é o que chamamos de resistência à insulina).

Possíveis sintomas – Sede, vontade de urinar com frequência, fome, perda de peso, visão turva, formigamento nas mãos e nos pés, infecções vaginais, são alguns dos sintomas que podem decorrer do diabetes. Mas ela também pode ser assintomática. Continue lendo

A diabetes é uma doença que ainda assusta muito, no entanto, em pleno século 21 ainda existem muitos mitos e informações desencontradas sobre esse assunto. Sendo assim, pesquisamos tudo sobre diabetes, as principais dúvidas e selecionamos sete questões para resumir tudo que você precisa saber sobre diabetes.

Você não precisa saber absolutamente tudo sobre diabetes, porém muitos pacientes quando diagnosticados não sabem nem o que é a doença, como tratá-la, como controlá-la corretamente e nem por que motivo é afetado por ela. Por isso a necessidade de irmos ao médico e fazer exames regularmente é justamente para evitar qualquer agravamento ou uma descoberta tardia de doenças sem cura, como a diabetes.

Continue lendo

O Governo Federal detalhou, no último dia (6), os pontos da proposta de reforma da Previdência Social que enviou ao Congresso Nacional. O projeto altera os requisitos para o recebimento de aposentadoria, as regras do pagamento de pensões por morte e extingue a acumulação de benefícios.

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) recebeu o número 287. A previsão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é que o projeto seja aprovado em março de 2017. Ele, então, será remetido ao Senado. Confira abaixo as principais mudanças que o governo propõe no novo Regime Geral de Previdência Social (RGPS).

Idade mínima de 65 anos
A principal mudança é o estabelecimento da idade mínima de 65 anos. A regra valeria tanto para homens quanto para mulheres que tiverem menos de 50 anos quando a lei for aprovada. Continue lendo

O Brasil da crise!
Embora estudos econômicos trazem uma estrutura no conhecimento para inovar e alterar modelos que já não da mais certo, precisamos alinhar os discursos políticos para um retorno da pequena credibilidade internacional que o país possui. É muito fácil culpar empresas, ministros e a própria presidente, agora sabemos que toda unidade política está envolvida nesse cenário negativo, temos a necessidade da reforma política e o congresso trata como se fosse uma questão secundária.

O Brasil é um país de grandes dimensões e culturas diversas, de uma riqueza abençoada, de um povo versátil e trabalhador. Agora é necessário que as organizações se atualizem e tornem-se competitivas no cenário nacional e internacional, o que vem ocorrendo que espaços vão surgindo e as concorrentes ou produtos importados incomodam novas organizações, por falta de investimentos adequados, lideranças e capacitações para o grande desenvolvimento de nossa nação, são armas necessárias para um levante em nossa economia.

Continue lendo

Vencendo a crise!
Essa crise econômica no Brasil já estava sendo desenhada desde 2013, vivenciamos aumentos em produtos básicos, permanência no valor da gasolina, baixas nas contas de energia elétrica, manutenção no valor do dólar, isso tudo bancado pelo governo federal para tirar proveito nas eleições presidenciais de 2014. Somente foi finalizar o processo eleitoral e tudo veio à tona, aumentos abusivos, desemprego em diversas áreas e o fantasma da crise batendo em nossa porta. Não adianta somente lamentarmos, temos que tomarmos atitudes em favor das organizações e também da vida pessoal. É necessário preparar um plano ou planos de ações para atingir as metas estabelecidas em diminuir o custo e manter a qualidade. O primeiro passo não só para garantir a sobrevivência do negócio, como largar depois da crise com toda força. Não adianta entrar em desespero em razão do desaquecimento da economia e das vendas, a única saída para o empreendedor é buscar proteção para os tempos conturbados e imediatamente reduzir seu grau de endividamento. Não importa o sacrifício que possa envolver, se você quer enfrentar e deseja atingir resultados satisfatórios não tema em reduzir seu custo e seu endividamento. Temos as taxas de juros altas e o Banco Central não demonstra nenhum sinal de reduzi-las em curto prazo. Isso pode asfixiar seu negócio, com um cenário inflacionário e de retração nas vendas, é necessário acompanhar cada custo, cada venda para não obter prejuízos nessas esferas. Na segunda possibilidade tenha atenção na redução de vendas e pedidos, deverá ser realista e assumir essas reduções, principalmente segmentos que comercializam produtos e serviços não essenciais.

Continue lendo

O Brasil abalado
Estamos vivenciando uma das maiores crises econômicas em nosso país. O silêncio toma conta das grandes organizações e deixa um verdadeiro alerta em seus colaboradores, sabemos que a recessão está na porta, o aumento dos impostos, o dinheiro desvalorizado, os financiamentos mais difíceis, as taxas de juros mais elevadas, o descrédito internacional, onde envolve a maior organização brasileira, a Petrobrás, em elevados escândalos, onde são milhões de dólares desviados em processo de corrupção, envolvendo grandes empreiteiras de renome internacional. Os índices de desemprego começaram a bater recordes baseados na última década, o aumento desenfreado dos combustíveis onde naturalmente o repasse é dirigido à população, as dívidas começam a ser evoluídas com o aumento das inadimplências, o desaquecimento econômico é visto com grande desânimo pelos especialistas, a hora do arrocho chegou e muitas pessoas e organizações não estão preparadas para suportar essa crise que não tem classe social, atinge todas as possibilidades de recuperação a curto prazo, não temos um sinal positivo de um governo que desandou e vive não somente o abalo econômico, encontra uma verdadeira muralha no campo da moralidade. Seus partidários sendo encarcerados e manchando o campo político, o Partido dos Trabalhadores e partidos aliados na esfera governamental. Temos dias duros e sem perspectivas de melhoras, precisamos alinhar o enxugamento nas organizações e na própria vida particular dos brasileiros, precisamos de novos horizontes e de propostas de sustentar a economia e a moralidade do nosso país.

Por Jurandir Filho, jurandir.filho.adm@hotmail.com

Publicidade
Encontre-nos no Facebook