Get Adobe Flash player

Pernambuco

 / Foto: Guga Matos/JC Imagem

(Foto: Guga Matos/JC Imagem)

A pista oeste da Via Mangue, que promete desafogar o caótico trânsito na Zona Sul do Recife, será inaugurada e liberada ao tráfego no domingo 8 de junho. A informação foi confirmada na manhã desta quinta-feira, durante coletiva de imprensa na Prefeitura do Recife. A pista oeste é a vai do RioMar Shopping até Boa Viagem, na altura da Rua Antônio Falcão. A pista leste, que faz o sentido inverso, teve que passar por mudanças no projeto original e não será inaugurada junto com a pista oeste.

O primeiro trecho liberado segue sentido subúrbio e inclui o alargamento de duas faixas na Ponte Paulo Guerra, a Ponte Estaiada, a ponte do Encanta Moça, o trecho do aeroclube, a via elevada e os viadutos sobre a Rua Antônio Falcão. Para alcançar esse resultado, a obra já chegou a contar com até 2,2 mil trabalhadores.

É importante lembrar que a liberação da pista oeste será feita em fases e uma faixa exclusiva criada na Avenida Domingos Ferreira integra esse plano de melhoramento do território sul. A pista oeste não tem acessos durante a sua extensão e por isso, os condutores que pretendem chegar até as vias antecedentes à Rua Antônio Falcão deve continuar utilizando a Domingos Ferreira. O trecho liberado da Via Mangue será proveitoso para quem deseja acessar a Imbiribeira, Piedade, Ipsep e Jordão. Quem precisar retornar, deverá tomar a Avenida Conselheiro Aguiar ou Avenida Boa Viagem.

Já no dia 12 de junho, acontece a segunda fase de implantação da Via Mangue, com a Faixa Azul da Avenida Domingos Ferreira. Serão 5,8 quilômetros de propriedade para o transporte público, da Av. Herculano Bandeira até a Rua Barão de Souza Leão.

A terceira fase da implantação da Via Mangue só ocorrerá no dia 1º de setembro, com a liberação de um primeiro trecho da pista leste, que segue no sentido Centro. A parte liberada fica entre a Rua Félix de Brito e a Rua Henrique Capitulino. Com essa inauguração, será preciso readequar o trânsito no entorno da via.

A liberação final, com a quarta etapa, só ocorrerá em dezembro deste ano, com o trecho que liga a Avenida Clube Líbano à Rua Doutor Gilson Machado Guimarães. Nesta fase, também será implantada uma alça para que a comunidade do Jardim Beira-Rio possa acessar a pista leste da Via Mangue.

Diante dessas informações, a presidente Dilma não vai participar da inauguração da obra, na próxima terça-feira (3), já que a obra só será liberada e inaugurada no dia 8. Ela deve apenas olhar o andamento das obras que, segundo a prefeitura, custaram R$ 431 milhões. Desse montante, R$ 331 milhões através de empréstimos da própria PCR, R$ 81 milhões de recursos do município e R$ 19 milhões em recursos da União.

Fonte: Do JC Online.

Lançado como pré-candidato ao governo de Pernambuco há pouco mais de três meses, o ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB) adotou na sabatina da TV Jornal, em parceria com Uol e a Folha de S. Paulo, desta quinta-feira (29) o estilo de discurso do padrinho político, o presidenciável Eduardo Campos (PSB). À vontade diante das câmeras, o pré-candidato falou em aposentar as “velhas raposas”, pregou a nova política, defendeu mais transparência na gestão e elencou promessas, aliás, “compromissos de campanha”, como ele mesmo definiu. Até o traje era semelhante ao do ex-governador de Pernambuco. Camisa branca, paletó preto e calça azul marinho.

Durante a entrevista, questionado sobre a definição da nova política, apesar da aparente incoerência na união com políticos pernambucanos que representam o conservadorismo no jeito de fazer política, Paulo Câmara citou uma “fórmula” semelhante a de Eduardo Campos. “A nova política vem de novas práticas de governança. Queremos avançar para melhorar a vida das pessoas”, explicou.

A meritocracia e o método socialista de cobrança de metas também foram citados para elucidar o termo. “A meritocracia é a capacidade para cobrar resultados”, argumentou. Numa crítica ao governo federal, ele afirmou que as velhas raposas que precisam ser aposentadas estão em Brasília.

Quanto ao corte de secretarias, Câmara considerou uma discussão, se eleito, da melhor forma de analisar a máquina pública. “Isso está na análise”, considerou.

Paulo Câmara foi entrevistado pelos repórter Antônio Martins, da TV Jornal, Felipe Lima, do Jornal do Commercio, e Daniel Carvalho, da Folha de S. Paulo. Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem

Paulo Câmara foi entrevistado pelos repórter Antônio Martins, da TV Jornal, Felipe Lima, do Jornal do Commercio, e Daniel Carvalho, da Folha de S. Paulo. (Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem)

O pré-candidato do PSB ao governo do Estado, Paulo Câmara, também fez promessas na área de segurança pública, quando instado a falar do Pacto pela Vida – carro-chefe da gestão de Campos. No vídeo, ele disse que será preciso colocar mais efetivo policial no interior e se comprometeu a instalar câmeras de segurança, para monitoramento.

No ar, Paulo Câmara comentou que – até o final do ano – o plano de segurança dos socialistas passará por correções, garantindo a manutenção dos índices em queda da violência. Toda vez que tinha oportunidade, Paulo Câmara frisava que nos demais Estados a violência continua crescendo e em ritmo acelerado.

“São sete anos de redução. É o único Estado que reduz. Estamos no rumo certo, é uma política dinâmica, avaliamos todas as quintas-feiras e se buscam as correções de forma permanente. No final do ano, como já aconteceu antes, vamos entregar tudo corrigido”, prometeu.

Nada lhe foi perguntado sobre a recente greve da Polícia Militar e nada ele respondeu a respeito.

Ainda na área de segurança, Paulo Câmara falou da crise na Funase e prometeu mais vagas com novos prédios. No entanto, não deixou de cobrar uma maior participação dos municípios na resolução dos problemas.

“Os jovens precisam ser cuidados perto de suas famílias. Precisamos fazer mais parcerias com os municípios neste sentido. Não é fácil, nós reconhecemos que poderíamos ter avançado mais nesta área, mas assumo o compromisso de fazer”, disse.

Na área de saúde, o socialista repetiu uma promessa feita na semana passada, como a construção de um hospital com 300 leitos para cirurgias programadas. Ele explicou que hoje muitas unidades de saúde estão lotadas em função da epidemia de acidentes de moto, retirando leitos das cirurgias que deveriam estar sendo agendadas.

O discurso do pré-candidato estava, durante todo o tempo, sendo analisado pelo marqueteiro dele, Edson Barbosa, o mesmo de Eduardo Campos.

ADVERSÁRIO – O pré-candidato do PSB ao governo do Estado, Paulo Câmara, disse que não tem volta à rinha política nenhuma, por parte do seu partido, quando faz críticas às inserções do concorrente, Armando Monteiro Neto, que não esclarecem que o senador do PTB não é mais aliado do ex-governador Eduardo Campos.

“Vou continuar me apresentando, é natural que as pessoas não saibam, mas nós é que representamos a continuidade (do governo Eduardo). Por isto, nós temos que reforçar a imagem de nosso grupo. Tem muita gente que acha que Armando está com Eduardo, especialmente no interior”, descreveu.

Câmara também negou que as falas contra Armando Neto não estão ligadas à movimentação de pesquisas. “Não tem pesquisa. O nosso grau de desconhecimento é grande. Não tem como crescer. Por isto, não tem rinha não”, afirmou.

“O povo de Pernambuco sabe o que o Eduardo fez e nós representamos este avanço. Nós esclarecemos as pessoas quem somos nós. Na campanha, isto vai ficar claro, quem representa este avanço ou não”, prometeu, no ar.

Fonte: Por Marcela Balbino, do Blog de Jamildo.

 / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

(Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem)

Três dias de jogos da Copa do Mundo na Arena Pernambuco terão o ponto facultativo integral no Governo de Pernambuco. O decreto desta quarta-feira (28) é válido para servidores estaduais que trabalham na Região Metropolitana do Recife. A chefia de cada órgão decidirá como vai funcionar.

Os serviços indispensáveis funcionarão normalmente. A Arena Pernambuco recebe no dia 20 de junho (sexta-feira), a partida entre Itália e Costa Rica, às 13h. No dia 23 (segunda-feira), é a vez da partida entre Croácia e México, às 17h. No dia 26, Estados Unidos e Alemanha se enfrentam às 13h.

Quando a Seleção Brasileira entrar em campo, o expediente dos órgãos do governo vão acompanhar o que for decretado pelo Governo Federal.

Também jogam na Arena Pernambuco Costa do Marfim e Japão, no dia 14 de junho (sábado), às 22h, e uma partida das oitavas-de-final, no dia 29 de junho, às 17h.

Fonte: Do JC Online.

Foto: BlogImagem

(Foto: BlogImagem)

O presidente do PT do Recife, Oscar Barreto, tem reclamado do assédio de lideranças do PTB e da própria legenda junto a militantes do partido para eleger candidatos proporcionais. Para interlocutores, Oscar teria dito que, se os imbróglios não forem resolvidos, ele vai trabalhar para implodir a aliança com o senador Armando Monteiro Neto (PTB).

“O PTB, depois de aprovada a aliança, vai em cima da militância do PT, usando a estrutura da majoritária para aliciar militantes do PT para apoiar A ou B do PTB”, afirmou nesta quarta-feira (28), em entrevista ao âncora Aldo Vilela, na Rádio JC News.

“Quem está mais junto de Armando Monteiro, como o senador Humberto Costa e João Paulo, tem tido uma postura muito belicosa. Por exemplo, quem é majoritário chamar os companheiros do PT para dizer que eles devem votar nesse ou naquele candidato”, atacou.

“O candidato a senador, João Paulo, não pode estar chamando as pessoas e dizendo para votar em A, B ou C e que não pode votar em E”, direcionou a crítica, para o deputado federal João Paulo (PT), que disputará o Senado na chapa de Armando.

“Acho que é errado o companheiro candidato a majoritário fazer seleção de proporcional no PT”, reafirmou. “Não vou estar confortável com alguém fora do PT nos atacando e os aliados dessa candidatura dentro do PT nos atacando também”, disse ainda.

“O papel de Humberto e de João Paulo é trabalhar no projeto do conjunto maior. Mas ficam o tempo todo selecionando quem querem eleger no PT e no ataque. E nos ataques, vão junto com o PTB”, prosseguiu Oscar, que também é pré-candidato a deputado.

O presidente do PT do Recife também se queixou dos processos judiciais que foram movidos contra ele pelo senador Humberto Costa e pelo ex-vereador Dilson Peixoto. Durante a briga pela presidência do partido, o grupo chegou a pedir a expulsão de Oscar da legenda.

No próximo domingo (1º), o PT vai se reunir para definir os candidatos aos cargos de deputado estadual e federal. “Se chegar no encontro do PT sem uma decisão sobre conteúdo da linha, sobre essa relação interna no PT nós vamos ter uma posição”, prometeu.

TERESA – Oscar foi interpelado pela presidente estadual da legenda, a deputada estadual Teresa Leitão, que defendeu a necessidade de discutir essas questões dentro da legenda, para não expor ainda mais o PT a fragilidades.

“Gostaria de pedir um pouco de confiança na condução. E nós vamos tratar isso internamente. Nós já estamos tratando isso internamente e vamos tratar”, disse.

O racha interno do PT fez o partido perder a Prefeitura do Recife para o PSB em 2012, quando o prefeito Geraldo Julio se elegeu no primeiro turno, deixando Humberto Costa em terceiro lugar.

Fonte: Por Paulo Veras, do Blog de Jamildo.

Depois de divulgar em entrevista coletiva que iria utilizar um efetivo de 6.421 policiais a mais durante o período da Copa do Mundo, entre junho e julho deste ano, a Secretaria de Defesa Social voltou atrás e enviou nota contando um número com 4 mil profissionais a menos. Agora serão 2.179, sendo 1.757 policiais militares, 111 civis, 250 bombeiros militares e 61 funcionários da Polícia Científica.

Nos dias de maior esforço operacional, 1.330 policiais militares, 79 policiais civis, 188 bombeiros militares e 45 policiais científicos atuarão na segurança do Estado. O confuso esquema da segurança pública em Pernambuco foi elaborado em parceria com a Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), órgão do Ministério da Justiça, em parceria com a SDS.

Estão previstos esquemas especiais para escolta de autoridades, delegações e árbitros, como também o monitoramento das principais rotas e dos campos oficiais, dentre outras atividades. Os policiais militares deverão ser empregados na área interna e externa da Arena Pernambuco, nas estações do metrô e BRT, nos estacionamentos do Shopping RioMar, do Terminal Integrado de Passageiros (TIP), do Parqtel e do Parque de Exposições do Cordeiro. Além disso, também será função dos PMs promover a segurança no aeroporto, na Fifa Fan Fest, nas rotas protocolares e nos locais de treinamento das seleções.

Outros pontos citados no esquema de segurança são a Casa da Cultura, o Recife Antigo, o Mercado de São José, a praça da República, o terminal marítimo e as praias de Boa Viagem e Porto de Galinhas. As rodovias estaduais PE-60, PE-15 e PE-22 também deverão ser monitoradas diariamente.

A Polícia Militar também deverá estar presente nos principais locais de exibição de jogos na capital pernambucana, como o Sítio da Trindade, a praça do Arsenal, a Rua da Moeda, o Pátio de São Pedro e o Parque Dona Lindu. Já a Polícia Civil deverá atuar na Arena Pernambuco, na Fifa Fan Fest, em pontos turísticos e nos hotéis. Durante o período da Copa, dez delegacias seccionais e 41 delegacias distritais vão funcionar, além da Central de Plantões da Capital.

Fonte: Por Geraldo Lélis, com informações de Marcílio Albuquerque, da Folha de Pernambuco, e da assessoria.

Planta da Fiat, em Goiana, é a segunda maior unidade.

Planta da Fiat, em Goiana, é a segunda maior unidade.

Uma boa notícia para quem está desempregado e sem perspectiva de um emprego bem remunerado. Chegou a hora de você ir em busca de uma oportunidade de trabalho, você sempre sonhou em trabalhar na indústria automotiva, esta é sua chance. A fábrica da Fiat abriu uma série de vagas para atuar em sua nova unidade produtiva, localizada em Goiana, na Zona da Mata Norte do Estado de Pernambuco.

A direção da empresa informa que as oportunidades são nas áreas de controladoria, engenharia, manufatura, produção, qualidade e segurança do trabalho. Os interessados podem acessar o endereço oficial da empresa na internet, que redireciona o usuário para uma página do site Vagas. Portanto, não perca tempo e corra atrás de sua vaga. Os salários são interessantes para o início de carreira, além de uma série de vantagens como, por exemplo, plano de saúde e ticket alimentação.

A nova planta será a segunda da Fiat no Brasil – a primeira e única até hoje fica em Betim (MG). Com uma área de aproximadamente 14 milhões de metros quadrados, a fábrica começa a operar em 2015 com uma capacidade produtiva inicial de 250 mil unidades anuais. De lá sairão carros da própria  Fiat e da Chrysler. O primeiro modelo confirmado é o Jeep Renegade, utilitário esportivo compacto apresentado pelos norte-americanos no Salão de Genebra.

É importante preencher o perfil da empresa, enviando, através do site da empresa, os dados pessoais e profissionais do interessado em ocupar uma vaga.

DNA de Campeão
O Sport acaba de conquistar seu 40º título pernambucano. Foi uma conquista merecida. Apesar de ter um elenco com algumas limitações, o time rubro-negro foi superior aos demais, pelo menos nos critérios determinação, entrosamento e organização. Mas, embora o futebol seja um esporte coletivo, há que se destacar como fator preponderante para o sucesso da equipe leonina a inteligência do seu treinador, Eduardo Batista.

Filho de Nelsinho Batista, que atualmente treina o Kashiwa Reysol, do Japão, Eduardo parece ter herdado o talento do pai vencedor, que deu ao Leão da Ilha os títulos de Campeão pernambucano de 2008 e 2009 e da Copa do Brasil de 2008. Na época, Eduardo era preparador físico da comissão técnica comandada por Nelsinho.

A carreira de Eduardo Batista como treinador tem tudo para ser bemsucedida. Uma prova disso foi a conquista da Copa do Nordeste e do Estadual. Para alguns, talvez se trate apenas de sorte de principiante. Mas, se depender do DNA do pai, o futuro do atual técnico do Sport tem tudo para ser bastante promissor.

Racismo no Esporte 1
Nos últimos anos, a humanidade evoluiu bastante, do ponto de vista científico e tecnológico. Mas em relação ao respeito às diferenças, há ainda um grande desafio pela frente. Uma prova disso é a discriminação praticada por vários indivíduos, em todo o planeta, com base na etnia ou na cor da pele dos seus semelhantes. Trata-se de uma postura perversa e vergonhosa que deve ser combatida em todas as instâncias da sociedade, inclusive no esporte.

Os lamentáveis episódios que têm ocorrido ultimamente nos campos de futebol da Europa, por exemplo, comprovam a magnitude da batalha a ser travada. O caso mais recente ocorreu na partida entre Barcelona e Villareal, no dia 27 de abril, pelo Campeonato Espanhol. Durante a partida, vencida pelo Barça por 3×2, um torcedor do Villa atirou uma banana no gramado no momento em que o lateral brasileiro Daniel Alves se preparava para cobrar um escanteio. O jogador do Barça, num ato de maturidade e lucidez e bom-humor, descascou a banana e comeu. Depois do jogo, Dani Alves, que está na Espanha há onze anos, explicou sua atitude para os jornalistas, dizendo já estar acostumado com o comportamento de muitos torcedores espanhóis a quem ele chamou de “atrasados”.

As imagens, que correram o mundo, não são nenhuma novidade, porque outros jogadores, brasileiros e estrangeiros, já foram vítimas desse tipo de torcedores racistas em toda a Europa. No início do ano passado, por exemplo, o atacante alemão, de origem ganesa, Kevin Prince Boateng, na época do Milan, da Itália, chutou a bola na direção da arquibancada após ouvir cantos racistas da torcida do time Pro Pátria durante um amistoso. Indignado, ele deixou o campo e o amistoso foi interrompido. Seis torcedores foram identificados, multados em R$ 30 mil e ficaram presos por até dois meses.

Em 2012, na Eurocopa, competição mais importante de seleções do velho continente, torcedores da Croácia jogaram uma banana na direção do atacante da Itália, Mário Balotelli. Ninguém foi punido.

Em 2011, torcedores do Zenit, da Rússia, jogaram bananas na direção de outro lateral da seleção: Roberto Carlos. Na época, o clube foi apenas multado em cerca de R$ 20 mil.

Racismo no Esporte 2
Mas não é apenas no futebol que existe racismo. No mesmo dia do episódio com Daniel Alves, o cartola Donald Sterling, dono do Los Angeles Clippers, que disputa a NBA, enfureceu o mundo do basquete ao dizer, entre outras coisas, que não gostaria de ver torcedores negros nas arquibancadas durante os jogos do seu time. “Me incomoda muito você querer aparecer ao lado de pessoas negras. Por que você faz isso? Você pode dormir (com negros), pode fazer o que quiser. A única coisa que peço a você é que não divulgue isso. E não os traga aos meus jogos”, comentou ele, em conversa telefônica, entre ele e a namorada, divulgada pelo site TMZ Sports.

O desabafo de Sterling deveu-se a uma foto em que sua ex-namorada, V. Stiviano, que é mestiça, aparece numa rede social ao lado do ex-jogador Magic Johnson, um dos melhores astros do basquete de todos os tempos. Muitos jogadores, ex-jogadores, torcedores e representantes de outros setores da sociedade americana cobraram a expulsão definitiva do cartola do esporte.

As declarações racistas de Sterling irritaram até o presidente Barack Obama, que fez o seguinte comentário sobre o caso: “Quando um ignorante fala para demonstrar a sua ignorância, não podemos fazer nada, só deixá-lo falar”.

Por Josué Batista, josuebsouza@gmail.com

O deputado Severino de Souza Ninho (PSB), como defensor do direito do consumidor, apresentou o Projeto de Lei no 7391/14, na Câmara dos Deputados, que dispõe sobre a oferta e as formas de afixação de preços de produtos e serviços.

Segundo o parlamentar, o PL tem o objetivo de proteger o consumidor ao disciplinar a diferença de preços verificados nas gôndolas e nos caixas de pagamento nos estabelecimentos comerciais.

Pelo projeto, se o preço verificado no caixa for maior do que consta na prateleira, o consumidor tem o direito de levar uma unidade do produto sem pagar, tendo ainda o direito de adquirir outras unidades do produto pelo menor preço.

“Há muito que vemos notícias e escutamos relatos de que a população vem sendo lesada ao conviver com essa diferença de valores nas prateleiras e no caixa”, afirmou o deputado Ninho, garantindo que pedirá apoio aos congressistas, em Brasília, para aprovar uma lei que puna todos os comerciantes que utilizem está prática, que prejudique os consumidores brasileiros.

Foi bastante concorrido evento de fabricação dos primeiros litros de cervejas produzidos na fábrica da Itaipava. O evento ocorreu no último dia 02 de abril, às 20h, com a presença do presidente do Grupo Petrópolis, Walter Faria, do então governador Eduardo Campos (PSB) e do prefeito de Itapissuma, Cal Volia (PSDB), além da presença de autoridades políticas e empresários, como do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado estadual Guilherme Uchoa (PDT), do ex-ministro da Integração Nacional, Fernando Coelho (PSB).

O prefeito Cal Volia fez a apresentação das autoridades políticas, convidando os convidados presentes para fazerem parte da cerimônia. No seu discurso, o jovem prefeito enalteceu a visão empreendedora do ex-governador Eduardo Campos, de articular a vinda de grandes empresas para o Litoral Norte, proporcionando geração de empregos e renda para esses municípios. “O presidente do Grupo Petrópolis, Walter, mostrou o espírito de empreendedor e de coragem, levando a implantação da unidade da Itaipava”, afirmou.

O ex-governador afirmou, também, que sua administração sempre priorizou a industrialização do Litoral Norte. “O Grupo Petrópolis é um importante parceiro do Governo do Estado, e o seu presidente, Walter é um empresário que acredita no potencial do povo do Nordeste.

A unidade de Itapissuma-PE, do Grupo Petrópolis, é a segunda cervejaria do Brasil, realizou a primeira fabricação da cerveja no local, no dia 02 de abril. O protocolo de intenção para a construção da nova fábrica foi assinado em agosto de 2012, e a previsão da inauguração oficial está prevista para o segundo semestre deste ano de 2014.

A nova planta da única grande empresa do setor com capital 100% nacional, em Itapissuma, terá a capacidade para produzir 600 milhões de litros ao ano. Segundo a direção do Grupo, estão sendo investidos 600 milhões de reais, com a criação de cerca de 1.000 empregos diretos no seu pleno funcionamento. O investimento abrange infraestrutura, contratação e treinamento de pessoal, e operacionalização da unidade. Muitas pessoas já foram contratadas. A parceria do Grupo Petrópolis com a Prefeitura de Itapissuma, SENAC e SENAI prevê a capacitação e profissionalização dos jovens, para que sejam contratados pela empresa. Outras cidades da Região Norte do Estado serão também contempladas com as atividades da empresa.

Para o Grupo Petrópolis, a localização da fábrica de Itapissuma é estratégica, pois fica a menos de 50 km de Recife, a 800 km de Salvador e de Fortaleza. Sua inauguração será um grande impulso para o crescimento do Nordeste, sendo fundamental para a empresa de estar presente em 100% do território nacional até o fim da década.

PRODUÇÃO
Com tecnologia alemã, a nova unidade de Itapissuma possibilita metas arrojadas de produtividade e de aproveitamento dos recursos e matéria-prima. Só com os equipamentos da empresa Krones AG é possível, por exemplo, atingir a meta de 3,3 litros de uso de água para cada litro de cerveja, proporção só alcançada por fábricas internacionais. São duas linhas de produção (garrafas e latas), com uma dezena de etapas diferenciais. A produção em Itapissuma circulará a partir de nove centros de distribuição já em operação.: em Caruaru, Jaboatão, Petrolina (PE); Garanhuns (PE), Maceió e Arapiraca (AL), João Pessoas e Patos (PB) e Natal (RN).

Parceria: Inocêncio quer eleger Ezequias Oliveira.

Parceria: Inocêncio quer eleger Ezequias Oliveira.

No último dia 21 de março, o deputado federal Inocêncio Oliveira (PR) divulgou uma nota à imprensa que não mais concorrerá à reeleição de outubro desse ano. Após mais de quarenta anos de vida pública, o parlamentar desistiu de mais um pleito eleitoral, afirmando que vai se dedicar em cuidar de sua saúde.

Na nota, Inocêncio falou os nomes dos candidatos que sairão a federal e a estadual de seu partido. Os federais são: Ezequias Oliveira, de Abreu e Lima, Sebastião Oliveira, Anderson Ferreira e Ulisses Felinto. E os estaduais são: Rogerio Leão, Alberto Feitosa, Henrique Queiroz e Jânio Gouveia.

Quem recebeu com grande euforia essa noticia foi o pré-candidato e representante da majoritária no Litoral Norte, o abreulimense Ezequias Oliveira (PR). “A gente fica muito feliz com o apoio do nosso presidente, isso só aumenta nossa responsabilidade. Chegando lá, não vou decepcionar”, afirmou Ezequias, acrescentando que esse apoio só dá mais musculatura ao seu projeto, lembrado que é um projeto de todos.

Agora, com o apoio do terceiro candidato mais votado na última eleição, com quase 200 mil votos e com o projeto da majoritária de eleger dezoito deputados federais, Ezequias acredita ainda mais que tem chances de sair vitorioso desse embate eleitoral.

“Temos erguido aqui no Litoral Norte e, em especial, em Abreu e Lima, o palanque da Frente Popular, que cresce e fortalece a cada dia e a cada semana a candidatura do pré-candidato à sucessão de Eduardo Campos pelo PSB, Paulo Câmara”, comentou Oliveira, reconhecendo que o apoio que tem recebido é resultado de um comprometimento e da união de um povo e um grupo que têm esperança e acreditam que as coisas podem ser melhores.

Pesquisar
Publicidade





Encontre-nos no Facebook