Get Adobe Flash player

Mesmo sob o céu nublado e em plena crise econômica, na segunda-feira (19), o Centro da Cidade do Recife fervia. Na reta final para o Natal, muitas pessoas já aproveitaram o recebimento da primeira parcela do décimo terceiro para fazer compras. E terça-feira (20), o pagamento da segunda parcela da remuneração movimentou ainda mais as lojas. Isso porque, apenas os pagamentos do Governo do Estado e da Prefeitura da Cidade do Recife injetou R$ 2,1 bilhões na economia local até o fim do ano e o aquecimento das vendas também já está sendo sentido pelos comerciantes.

Missilene Lima, que é gerente de uma loja de roupas na Rua das Calçadas, já conseguiu sentir avanço nesses dias. Ela acredita que esta semana será decisiva para seu resultado.

“Não está, nem vai ser melhor do que o ano passado. Mas, em comparação aos meses anteriores, já melhorou bastante”, comenta animada, afirmando que espera um crescimento de 5% nas vendas. A operadora de telemarketing Aline Messias conta que pretende aproveitar a segunda parcela do abono natalino para comprar os presentes dos três filhos e artigos para a ceia.

“Só volto para as lojas depois que a segunda parcela sair”, conta Aline. Mas, mesmo com os planejamentos de presentes e todos os gastos que envolvem o período natalino, especialistas chamam a atenção dos consumidores para as dívidas e contas atrasadas.

Ou seja, quem não está no vermelho deve usar parte do décimo e outros recursos extras (como bônus, por exemplo) para custear as despesas de praxe do começo do ano como, por exemplo, as matrículas escolares.Planejadora financeira da Life Finanças Pessoais, Fernanda Prado observa que se a pessoa perceber que a renda não será suficiente para segurar os gastos do ano que vem, é melhor colocar o pé no freio e se conter neste fim de ano. “Uma saída é enxugar os gastos”, pontua.

Vale ressaltar também as empresas que optaram pelo parcelamento do abono de Natal têm apenas até hoje para depositar a segunda parcela. Essa segunda parte da remuneração é acrescida de descontos da contribuição previdenciária e do Imposto de Renda, que não são feitos na primeira parcela. O não pagamento ou o pagamento com atraso representa uma infração da empresa.

Fonte: Folha Pernambuco

Uma resposta a Com último dia para pagamento do 13º, vendas devem ficar aquecidas

  • Й o afastamento, por motivo de doenзa ou outra incapacidade, nгo decorrente de acidente do trabalho, estendendo-se o tratamento por mais de 15 dias, com suspensгo do contrato de trabalho a partir do 16є dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Encontre-nos no Facebook