Get Adobe Flash player

Ninguém acima da Lei
Parece que a máxima “o crime não compensa” está funcional para muitos políticos e empresários brasileiros. “Nunca antes neste país” se viu tanta gente grande e da elite refinada sendo condenada pela Justiça e colocada as trás das grades frias dos presídios. Os magistrados, corajosos e destemidos, estão julgando os crimes e aplicando as penas cabíveis.

A justiça está julgando com equidade todos os envolvidos nos crimes de corrupção em todas as suas vertentes, principalmente os crimes ligados aos desvios do dinheiro público, nas formas de recebimento indevidos. Um exemplo da severidade da Justiça foi a segunda condenação do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, pela Justiça Federal da 4ª Região Federal.

Embora o ex-presidente ainda possa recorrer da decisão nos tribunais superiores, os magistrados o condenaram a 12 anos e um mês de reclusão. Ainda cabem recursos. Mas o importante para a sociedade é que os envolvidos e que foram julgados e condenados, todos eles estão indo cumprir suas penas. Podemos, portanto, concluir que o crime não compensa e que ninguém está acima da Lei.

Diretor Editorial: Jailton Lima

Publicidade
Encontre-nos no Facebook