Get Adobe Flash player

Em recente entrevista à Folha Metropolitana, Rodolfo Albuquerque, Secretário-Geral da União dos Estudantes de Pernambuco e presidente do DCE-FACIG, reafirmou seu compromisso em apoiar o projeto do PT para Pernambuco e em defender a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à presidência em 2018. Lula, que já foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a mais de 9 anos de prisão, terá seu recurso julgado pelo Tribunal Regional Federal, no dia 24 de janeiro de 2018, em Porto Alegre-RS.

De acordo com o líder estudantil, Lula está sendo alvo de uma perseguição para tentar inviabilizar a sua candidatura em 2018, “liderada pelo juiz Sérgio Moro, que está sendo tendencioso e utilizando a justiça para fazer política, afrontando diretamente a democracia e o direito de Lula votar e ser votado”. Na análise de Rodolfo, a antecipação do julgamento do recurso de Lula para janeiro, sendo que antes o julgamento estava previsto para agosto, é um claro indicativo de que o real objetivo é cercear o direito de ampla defesa de Lula, na tentativa de confirmar uma condenação sem provas efetivas.

“É impossível que o relator da apelação do Lula tenha concluído a leitura de um processo com 250 mil páginas em uma semana. Até o momento, a 8ª Turma do TRF4 julgou 23 apelações da Lava-Jato e nenhuma delas foi julgada tão rápido, quanto está sendo julgada a de Lula. Tudo para atropelar prazos, o rito normal da justiça e antecipar o julgamento, na tentativa de condenar Lula e impedir que ele seja candidato. Isso é medo da vontade do povo, que já confirma em todas as pesquisas e no sentimento das ruas, que Lula voltará ao Palácio do Planalto em janeiro de 2019, vencendo ainda no 1º turno.”, afirmou Rodolfo.

Rodolfo, que tem percorrido o estado em diálogo com lideranças, em defesa da educação pública e da importância da renovação da política, tem sido um dos que mais tem defendido a candidatura do petista. Ele já confirmou que estará em Porto Alegre no dia 24 de janeiro, acompanhando o julgamento do recurso de Lula e afirmou que defender a candidatura de Lula é defender a democracia: “Estou na luta com milhares de pernambucanos e de brasileiros que não aceitarão mais um golpe. Estaremos nas ruas de Porto Alegre no dia 24 de janeiro, em defesa de Lula e da democracia. O povo quer Lula nas eleições e é o povo que deve julgar Lula nas urnas, levando em conta suas ações, sua luta e o quanto fez de bom pelo nosso país, pelo nosso estado e por toda a nossa gente”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Encontre-nos no Facebook