Abreu e Lima Cidade em Ação Destaque Política Transporte

A entrada da cidade está deteriorada e abandonada

Descaso: Neste trecho, já houve batidas e assaltos. Descaso: Neste trecho, já houve batidas e assaltos.[/caption]

A entrada de qualquer casa, por mais humilde que seja, deve ser segura, acessível e agradável. Todos possam entrar e sair e sem nenhum tipo de transtorno ou acidente. Imagine uma porta de entrada de uma casa muita baixa, pode provocar acidentes ao passar por ela. Imagine uma casa sem porta ou janela. Agora, imagine a entrada de uma cidade importante, pela qual milhares de pessoas têm que passar por dentro dela, a fim de chegarem a outras cidades e até estados do Nordeste, com sua rodovia danificada justamente em baixo do portal de entrada da cidade, que vem causando sérios problemas, ao longo de 15 meses, em relação ao engarrafamento diário por quilômetros, sem contar nos pneus e suspensão danificados, e o estresse dos usuários de veículos.

Este lugar é a cidade de Abreu e Lima, que convive com este suplício todos os dias, provocando indignação e revolta não só dos proprietários de veículos de passeios e coletivos, mas, principalmente, por parte da população abreulimense. Desde o início da gestão do prefeito Marcos José, que é do PT de Dilma Rousseff, que a estrada está danificada, mas até a presenta data não foi feito absolutamente nada. Embora sejam pequenas rachadura e declínio da estrada, tem provocado engarrafamento, com batidas de carros e danificação também. O atual prefeito tem sido omisso e irresponsável, em não ter resolvido o problema dos buracos. Sabemos, entretanto, que a conservação da rodovia cabe ao DNIT, mas não escusa o prefeito de ter procurado soluções em outros caminho e poderes públicos. Mas pouco ou nada foi feito.

No final do de 2013, a reportagem da Folha Metropolitana, por duas vezes, procurou o prefeito Marcos José para cobrar explicações sobre o descaso com a entrada da cidade. Mas o que ouvimos como resposta, de uma forma simples e fria, por parte da assessoria de comunicação da Prefeitura de Abreu e Lima foi que a responsabilidade era do DNIT e não da Prefeitura. Ainda segunda a assessora, o prefeito já havia solicitado o reparo da estrada através de ofício. Essas foram as explicações dadas naquele momento. Mas essas ações foram inúteis e o engarrafamento continua, e a administração municipal tem se mostrado incompetente e alheio ao clamor da população, que reivindica, em caráter de urgência, o reparo da infraestrutura da pista. Está na hora do gestor sair do seu gabinete,  em Recife, brigar junto ao DNIT, ao Governo do Estado e ao Governo Federal para solucionar este impasse. Se possível, se houvesse um pouco de boa vontade do prefeito, já teria encontrado um saída.

A cidade está órfã de um administrador que tome a rédea do município, que saiba os seus problemas e encontre soluções concretas para eles. A cidade parece que está abandonada pelo poder público, parece que está desamparada, a começar pela entrada da nossa casa, o portal da cidade, que é um dos cartões de visita do município. São passados 15 meses e nenhuma ação concreta foi tomada. A população espera uma atitude do prefeito, ou será necessário as pessoas fecharem os dois lados da BR-101, para chamarem a atenção das autoridades?

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.