Atleta Hiury Martins e José Cesário
Destaque Esporte Pernambuco

Atleta pernambucano é campeão nacional de Taekwondo e brilha no mundial na Turquia, e desponta como uma grande promessa no Parataekwondo

Por Jailton Lima

Uma vitória inédita, uma conquista expressiva e guerreira para o Estado de Pernambuco. Surge um campeão. O jovem atleta Hiury Martins (22 anos), da cidade de Belo Jardim, fez história e escreveu seu nome nos anais dos campeões brasileiros de Parataekwondo.

No último dia 30 de novembro, no Estado de São Paulo, ele participou do Campeonato Brasileiro de Parataekwondo e consagrou-se campeão.

SUCESSO Hiury e o seu patrocinador Cesario’s Treinamento e Consultoria

“Foi uma vitória espetacular e na raça. Ele mostrou ao Brasil sua força e técnica para o mais novo campeão na sua categoria”, comentou seu técnico e patrocinador, José Cesário, acrescentando que Hiury também foi campeão do Nordeste.

Como reconhecimento ao seu trabalho e conquista do título, o Comitê Paralímpico Brasileiro o convocou para disputar o Mundial na Turquia, onde fez boas lutas, inclusive, com o atual campeão mundial, nas oitavas de final, onde numa luta equilibrada, foi eliminado, mas foi bastante elogiado pela crítica esportiva internacional pela sua postura e técnicas.

“Foi mais um excelente resultado do nosso atleta que, mais uma vez, fez bonito e representou o Brasil no Mundial na Turquia. Hiury é uma das grandes promessas para o Parataekwondo nas olimpíadas da França, em 2023”, assegurou Cesário.

INSPIRAÇÃO Alunos do projeto se espelham na trajetória de Hiury Martins

Após ter vencido o Campeonato Brasileiro e ter participado do Mundial, o Comitê Paralímpico Brasileiro, vai custear seus treinos no maior e moderno centro paralímpico da América Latina, com vista à preparação das paraolimpíadas na França.

“Esse investimento e toda infraestrutura, em São Paulo, vai ser muito efetivo e produtivo na carreira de Hiury”, comentou o técnico Cesário.

CONHEÇA A HISTÓRIA DO PROJETO NAT CESÁRIO’S
Segundo o professor e mestre, Augusto Milet, disse que projeto está alinhado com a Academia NAT Cesário’s, mas o mesmo existe há mais 30 anos, e teve início na cidade de Olinda, e, hoje, está estabelecido no município de Belo Jardim.

Entretanto, o mestre Augusto ressaltou que o foco principal que norteia o projeto é, principalmente, o trabalho de inclusão social através de competição esportiva do Taekwondo.

ESPERANÇA Atletas do Taekwondo do projeto Nat Cesario’s

“Ao longo do tempo, conseguimos levar atletas para outros países, além de conhecer o Brasil inteiro, competindo e conquistando títulos, e fortalecendo essa parte competitiva”, explicou mestre Augusto.

Ele pontuou também que, além da característica de inclusão social, o projeto fortalece e direciona os jovens a entrarem no caminho do esporte, ajudando a formar pessoas do bem.

“Temos jovens que viviam em situação de risco e, por meio desse trabalho, hoje, todos têm um caráter do bem, alguns formados em advocacia, policias, professores, são jovens que foram transformados pelo esporte”, frisou ele.

Mestre Augusto falou ainda do início na cidade de Olinda. E, em 1990, ele fundou uma academia no município de Pesqueira. E, atualmente, ele tem um trabalho na cidade de Belo Jardim, onde atua há 10 anos com o projeto NAT.

MESTRE AUGUSTO em dia
treinamento na Academia Nat

A partir daí, atletas de Pesqueira abriram academias nas cidades adjacentes. “Hoje, faz 10 anos que fortaleço esse trabalho em Belo Jardim, mantendo esse vínculo com o interior do Estado”, explicou Mestre Augusto.

Ao longo do tempo, o Projeto NAT conseguiu fazer vários campeões nacionais e regionais no Taekwondo, levando 10 alunos para fora do País em competições internacionais.

“Alguns moram nos USA, temos um atleta que foi vice-campeão na Grécia, em 2002, e vários deles campeões brasileiros e da Copa do Brasil”, afirmou.

O professor Augusto disse ainda que, com essa história de vitórias, conseguiu erguer uma outra geração de atletas vencedores, como é o caso do Hiury Martins, campeão Parataekwondo Nacional, e, representando o Brasil, disputou o Mundial, na Turquia.

Esse desempenho de Hiury o levou a ser convocado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, para ser integrante do corpo dos melhores atletas e ser treinado para as Paralimpíadas na França, em 2023.

COMPETIÇÃO Os novos atletas estão confiantes em grandes vitórias no Brasil

Augusto ressaltou, no entanto, para Hiury obter o reconhecimento internacional, passou pelas três fases: a regional, a avaliação médica nacional, por que para ser um atleta parataekwondo olímpico, que é a categoria AKK44, teve que passar pela avaliação nacional, em São Paulo, e pela avaliação médica internacional.

“Ele passou por todas elas. Hoje, Hiury é oficial atleta internacional de Parataekwondo. Dos 34 atletas da chave, só 21 conseguiram a classificação na categoria internacional de Parataekwondo”, comentou mestre Augusto.

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.