Mulher calada
Brasil Destaque Editorial

Intolerância de liberdade de expressão

Por Jailton Lima –

O Artigo 5º da Constituição Federal vem sendo desrespeitado por uma minoria intolerante e detentora da síndrome da verdade, ou seja, essa minoria pode expressar-se e defender suas ideologias, mas quando confrontada por outros, não aceitam, criticam e, em alguns casos, levam o caso à Justiça.

À priori, todos são iguais diante da Lei, todos podem professar e defender suas convicções, e, entretanto, respeitando os pensamentos ou convicções adversas.

Mas o que estamos assistindo nesse País, em muitas situações, é o aniquilamento do direito sagrado de pensar e de expressar-se o contrário em relação a grupos minoritários, mas influentes e que se sentem ofendidos quando confrontados.

Todos têm os direitos e deveres diante da nossa Carta Magna, a constituição. Todos os indivíduos devem ser respeitados, não importa a sua cor, raça, religião ou opção sexual.

Isso, entretanto, não dá o direito a ninguém de fazer qualquer tipo de preconceito. Não, absolutamente. Mas alguém não pode ser criticado ou ofendido por se posicionar contra a ideologia de gênero, por exemplo.

Somos livres (conforme o artigo 5º) para defender nossas ideologias e crenças, contanto que respeitemos os que pesam em contrário. Mas o que estamos presenciando, hoje, é a intolerância e um sentimento de ódio. Isso é muito preocupante.

Reforço, aqui, que deve ser repudiado qualquer tipo de preconceito, mas ninguém pode ser criticado ou sofrer preconceito por pensar diferente e defender suas crenças e convicções.

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − três =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.