Júnior Barros
Igarassu Política

Júnior Barros critica a demissão em massa de professores pela gestão Mário Ricardo

O pré-candidato a vereador, Júnior Barros (PSB), que é comerciante e proprietário da Marmoraria Barros, que atua no município há 20 anos, mostrou sua indignação com a atual gestão da Prefeitura Municipal, a mesma apresentou um Projeto de Lei para baixar os salários de seus funcionários, em meio à pandemia do COVID-19, não priorizando a dificuldade financeira dos menos privilegiados, que dependem dessa renda para a sua sobrevivência e de sua família.

“Como todo empresário, estou enfrentando dificuldade para manter meus funcionários. No entanto, não permiti que nenhum deles fosse demitido. Fiz ajustes e acordos, de modo a passar por esse período difícil, juntos. Por isso, me recuso a aceitar que uma prefeitura, com recursos públicos municipal e federal, precise demitir seus funcionários nos tempos atuais”, disparou Júnior.

Júnior Barros também chamou a atenção para a demissão em massa de diversos professores contratados do município, que, sem o respeito e sensibilidade, tiveram seus contratos encerrados, ficando à mercê da própria sorte e enfrentando dificuldades financeiras.

“A falta de percepção dessa gestão, nessa ação descabida, é lamentável em tempos de pandemia. Devemos cuidar uns dos outros, e não querer lucrar em cima dos menos favorecidos. A Prefeitura não é uma instituição para dar lucro, mas para trabalhar pela sociedade”, afirmou o pré-candidato.

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.