Abreu e Lima Esporte

Tiro Livre

Entrevista [caption id="attachment_1807" align="alignleft" width="400"]OLIVEIRA: “A meta é resgatar o esporte na cidade”. OLIVEIRA: “A meta é resgatar o esporte
na cidade”.[/caption]

“A META É RESGATAR O ESPORTE NA CIDADE” Em entrevista concedida a esta coluna, no último dia 27 de janeiro, o secretário de Esportes e Lazer de Abreu e Lima, João Paulo Oliveira, fez uma avaliação das ações referentes à sua pasta, em 2013, e anunciou novas metas para 2014. A seguir, apresentamos a primeira parte da nossa conversa com o secretário, focalizando alguns dos principais pontos.

O RESGATE DO ESPORTE NO MUNICÍPIO A proposta da Prefeitura em 2014, segundo João Paulo, é investir não só no futebol, mas em várias outras modalidades esportivas, como vôlei, futsal, futebol society, artes marciais, entre outras. Ele afirmou que um primeiro passo já foi dado no ano passado, quando Abreu e Lima participou da seletiva para os Jogos Comunitários do Interior de Pernambuco (Jocipe). “Abreu e Lima voltou a participar de competições com outros municípios”, comentou. Segundo o secretário, 12 escolas do município participaram da seletiva. Quatro delas se classificaram. “A Escola Pastor Amaro de Sena, no futsal, e o Polivalente, no vôlei, são duas delas. A seletiva do futsal foi em julho, no Cabo. A de vôlei, em setembro, em Olinda”, explicou Oliveira, acrescentando que a Prefeitura também vem estimulando a prática de exercícios físicos através do programa “Ginástica para Todos”. Voltado principalmente para o pessoal da terceira idade, o projeto visa incentivar os participantes a terem uma maior preocupação com a saúde do corpo e da mente. As atividades são realizadas em cinco Centros Comunitários (Cecons) espalhados pelo município (Desterro, Caetés Velho, Timbó, Jaguaribe e Fosfato). “Embora seja destinado especialmente a pessoas da terceira idade, pessoas de outras idades também podem participar”, declarou o secretário, enfatizando que a Prefeitura pretende, em breve, ampliar o programa para outros bairros da cidade.

Outro destaque considerado importante por Oliveira é o “Pedala Abreu e Lima”. O evento, que busca incentivar a prática do ciclismo no município, ocorreu pela primeira vez no dia 11 de maio do ano passado, e, de acordo com o secretário, pode se transformar numa iniciativa permanente. Em sua primeira edição, o passeio ciclístico seguiu um roteiro “ecológico”, passando por Jaguaribe, pelas Ruinas de São Bento, pelo Porto Jatobá, entre outras localidades. “É uma oportunidade para as pessoas conhecerem melhor sua cidade de uma forma divertida e agradável, explorando as belezas que ela possui”, salientou.

RECUPERAÇÃO DAS QUADRAS SOCIETY A Prefeitura de Abreu e Lima promete recuperar as quatro quadras de futebol society espalhadas pelo município. A primeira a ser entregue deverá ser a de Caetés I, que já está com os seus serviços quase concluídos. Segundo o secretário de Esportes e Lazer, João Paulo Oliveira, a quadra deverá ser entregue à população até o início de fevereiro. Em seguida, as obras de intervenção serão iniciadas na quadra de Caetés II, que se encontra interditada, e que será totalmente reformada. Depois, será a vez de Planalto, que também se encontra em situação precária com toda sua grama sintética deteriorada. A de Desterro, que se encontrava em melhor situação, recebeu apenas serviços de reparos na grama, no alambrado e no portão.

O custo das obras de intervenção não foi revelado, mas o secretário reconhece que o esforço da Prefeitura para fazer a manutenção periódica das quadras society é muito grande. Por isso, ele sugere um debate entre a população e o governo municipal no sentido de buscar alternativas para a redução de gastos. “Minha sugestão seria tirar o tapete de grama e colocar em seu lugar areia com barro. Mas é só minha opinião. Precisamos consultar a população e o prefeito Marcos José sobre o assunto”, argumentou ele, explicando que, dessa forma, o custo de manutenção seria bem mais barato.

Até a gestão passada, Abreu e Lima contava com seis quadras society. Agora, duas delas estão dando lugar a novos projetos. No local da de Caetés III, por exemplo, está sendo construída uma UPA federal. Já onde fica a do Fosfato, deverá ser implantada uma praça contendo uma quadra comum (coberta), além de uma pista de cooper, um auditório e uma biblioteca. Trata-se de uma parceria entre a Prefeitura e o governo federal, através do Ministério da Cultura. O secretário explicou que, devido aos trâmites legais e à burocracia envolvida num projeto desse porte, não é possível precisar uma data para sua concretização. Mas ele afirmou que, se tudo correr dentro do esperado, a obra será inaugurada ainda no segundo semestre deste ano. “Em junho ou julho, talvez”, ponderou.

Por Josué Batista, josuebsouza@gmail.com.

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.