Artigos Brasil Política

Acorda eleitor!

chargeQuem pensa que de tudo viu nessa política combalida, ainda nem descobriu que de ultrajada ela está falida. Os absurdos são tantos que de criticarem o povo até peca, políticos corruptos temos aos bandos ate dinheiro se leva em cueca. São tantas operações ilegais empreiteiras sugam o cofre do povo, se fecham escolas e hospitais. No palanque promete: construo outro novo elefantes brancos que não se veem, faraônicas obras fantasmas. O povo penando em seu sofrer, só tem o voto como sua arma. Pena que não se saiba usar o titulo a seu favor. Com a politicagem iriam acabar nossa gente, teria valor o patrimônio da nossa gente, vem sucumbindo a corrupção. Sanguessugas usando a patente e em nosso dinheiro colocam a mão. Já houve anões do orçamento, fraude em nossa previdência. Nas filas, o povo sofre o lamento de um serviço precário e incompetência. O povo tem memória curta, esquece fácil e não tem visão como quem de camisa muda. Até negocia sua opinião, só é o político chegar com muito pouco ou pedaço de pão. Do passado nem vai mais lembrar mesmo que seja o mensalão. A Petrobras quase afundando, o rombo em seu casco não se pode tapar. Lá é tanta gente roubando que já superou Alibabá. Uma câmara e um senado que envergonham a população. Na campanha, é povo lá muda de lado. Cá, tapinhas nas costas, lá bananão. Pergunto a minha gente, se eles sabem o que é vergonha, você sabe que político mentem e até roubam o que você sonha. Não sei onde vai parar a roubalheira, que impassivos vemos lá no planalto o povo fica sem eira nem beira. A cada novo imposto, saiba, é assalto. Prestar queixa a quem amigo? Se o governo é que enfia a mão no seu bolso e até pode pousar por aí de bom moço. Você pode, mude isso. Aprenda a escolher as pessoas. Faça hoje um compromisso, difícil se achar, mas a gente boa?

Por Jabs Roberto – Professor pós-graduado em História

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.