Cidade em Ação Igarassu Lazer Política

Ademar de Barros: “A praça é do povo”

Praças: Ademar resgistrou a precariedade de Luiz Freire e Maria Gaião, no centro. Praças: Ademar resgistrou a precariedade de Luiz Freire e Maria Gaião, no centro.[/caption]

“Como se não bastasse as opções de lazer na cidade de Igarassu serem escassas, a cidade amarga com o descaso da administração pública que não tem cuidado devidamente das praças e parques”, denunciou o vereador Ademar de Barros que tem feito uma espécie de dossiê com a situação das áreas de convivência nos diversos bairros.

“Tem uma frase que gosto muito que diz que “a praça é do povo”. Ela ilustra a forma como o povo de Igarassu tem sido tratado. Nossas áreas de lazer estão esquecidas, foram destruídas, não foram recuperadas, não contam com manutenção e preservação e estão tomadas pelo mato”, reclamou o parlamentar. De acordo com ele, é preciso urgência para se olhar para esses locais.

O vereador afirmou que tem visitado diversas praças no município e a situação encontrada não é nada satisfatória, a Praça da Vila Luiz Freire, da Vila Miguel Arraes, da Vila Maria Gaião, e a Academia das Cidades são exemplos claros do abandono. “Na Vila Luiz Freire, praça na entrada da cidade, os parques onde as crianças tinham para brincar representam uma ameaça para os pequenos. Dos três balanços existentes, nenhum funciona e ainda tem os ferros expostos, o que torna fácil um acidente” completou Barros, acrescentando que, lamentavelmente, a Academia nas Cidades, localizada no Loteamento Agamenon Magalhães, construída com recursos do governo do estado com contrapartida da prefeitura, também está com a quadra e os brinquedos em completa situação de abandono. Em uma das praças da Vila Miguel Arraes a situação não é diferente.

Ademar disse que o governo municipal precisa desenvolver a política de utilização de praças, buscando formas de estimular as comunidades locais a reocuparem esses importantes espaços de convivência que sempre foram e serão um fator de fortalecimento local, recriando laços de afetividade coletiva fundamentais para combater a crescente violência urbana. “Em suma, onde a comunidade é unida e ocupa seus espaços de direito, diminui-se sensivelmente o espaço, hoje, ocupado pelos agentes da violência e do vandalismo, onde as drogas estão inseridas (em boa parte pela renúncia da própria comunidade) exercendo importante papel na degradação da sociedade”, ponderou.

O vereador afirma, ainda, que o trabalho de coleta de informações segue em frente e ele pede ajuda da população para isso. Aqueles que quiserem denunciar o descaso com as praças e parques da cidade podem enviar fotos e textos para o perfil do vereador nas redes sociais. Basta acessar a página Ademar de Barros no Facebook e postar. “Queremos formar uma  corrente para ter força maior e cobrar respostas do poder público”, explicou Ademar.

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.
icon

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.