Pernambuco Recife Saúde

Elevador da Prefeitura do Recife despenca do 15º andar e deixa feridos

Feridos foram encaminhados ao HR e UPA's. (Foto: Geraldo Lélis, Folha PE) Feridos foram encaminhados ao HR e UPA’s. (Foto: Geraldo Lélis, Folha PE)[/caption]

O elevador de número dois do prédio da Prefeitura do Recife (PCR), localizada no Cais do Apolo, despencou do 15º andar e deixou sete pessoas feridas, por volta do meio-dia desta quinta-feira (29). Três delas deram entrada no setor de trauma do Hospital da Restauração, no Derby, área Central do Recife, e passam bem. As vítimas foram identificadas como Erivelton Gustavo, de 18 anos, Nadilson Borges de Melo, 58, e Ariane Carla Lima Dias, 23. Uma mulher identificada como Gilmara Regueira da Silva Braga foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira e encontra-se na ala vermelha. As demais vítimas foram encaminhadas para outras UPA’s.

O técnico administrativo da PCR, José Florêncio, acredita que o motivo da queda tenha sido excesso de passageiros, já que o elevador não apresentava problemas e recebe manutenção periodicamente. Ainda de acordo com José Florêncio, a capacidade máxima é de 22 pessoas. O técnico administrativo também informou que o tempo entre a queda e a abertura da porta foi de 10 minutos. Quatro viaturas do Corpo de Bombeiros e uma ambulância do Samu foram acionadas para prestar socorro às vítimas.

[caption id="attachment_777" align="alignleft" width="331"]Mobilização foi feita para os primeiros socorros. (Foto: Geraldo Lélis, Folha PE) Mobilização foi feita para os primeiros socorros. (Foto: Geraldo Lélis, Folha PE)[/caption]

De acordo com o administrador do prédio, João Roberto, que trabalha na PCR há oito meses, os seis elevadores do local são vistoriados diariamente. Desde quando ele assumiu o cargo, o elevador que despencou, o de número dois, não teria apresentado nenhum problema. Os elevadores do local têm 12 anos e, no mês passado, o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, abriu licitação para a compra de elevadores mais modernos. Ainda segundo João Roberto, o prazo para troca das máquinas é de 18 meses. O prédio recebe, diariamente, cerca de 10 mil pessoas.

No momento da queda, funcionários de todos os setores fizeram uma mobilização para realizar os procedimentos de primeiros socorros. O secretário de Saúde, Jailson Correia, também participou do socorro. Segundo informações de testemunhas, grande parte das pessoas que estavam no elevador são funcionários da Secretaria de Saúde e iriam almoçar.

Procurada pela reportagem do Folha PE, a Secretaria Municipal de Administração informou que a máquina sofreu uma pane e teve o freio de emergência acionado. De acordo com o órgão, cerca de 18 pessoas estavam no elevador no momento do acidente e seis delas foram encaminhadas para unidades de saúde com ferimentos leves.

Fonte: Por Júlia Montenegro e Marcílio Albuquerque, do Folha PE.

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.