Esporte Recife

Júnior Xuxa comanda o Santa na vitória por 2X0 diante do Luverdense

(Foto: Reprodução) (Foto: Reprodução)[/caption]

O Santa Cruz foi um time consistente para estrear com vitória na Série C do Campeonato Brasileiro. Ao fazer 2×0 no Luverdense, pelo Grupo A, os tricampeões pernambucanos mostraram segurança na defesa e eficiência no ataque. O destaque ficou para o estreante Júnior Xuxa, participante efetivo dos dois gols.

Diferente de anos anteriores o sofrimento do Santa para marcar o primeiro gol na estreia não existiu. E quem cuidou disso foi o estreante Júnior Xuxa com a inestimável colaboração do volante Júlio Terceiro. Logo aos três minutos, o camisa 11 cruzou e antes que qualquer vermelho, preto e branco tocasse na bola, Júlio tratou de surpreender seu goleiro e empurrar de cabeça contra o próprio patrimônio.

Estrear com gol-relâmpago é o sonho de qualquer jogador. E ele quase vira o paraíso apenas dois minutos depois. André Dias aproveitou uma falha da defesa contrária e entrou com a bola na área. Ao tentar tirar do goleiro também tirou do gol e a bola saiu pelo lado esquerdo.

Bem postado em campo, o time comandado por Sandro Barbosa não dava espaço para o Luverdense atacar. Quando tentava, o time do Mato Grosso o fazia da maneira mais difícil – e mais fácil para o adversário. Muita ligação direta e praticamente nenhuma oportunidade que obrigasse Tiago Cardoso a trabalhar duro.

Só nos dez minutos finais, o time pernambucano recuou mais do que devia e passou a dar campo para o Luverdense. Mesmo assim, os visitantes mostraram um nível técnico abaixo da média para ao menos assustar o defesa tricolor, que, de seu lado, mostrou deficiência na transição entre meio de campo e ataque quando roubava a bola no campo defensivo.

O tricolor voltou para o segundo tempo correndo o mesmo risco do final da etapa anterior. Só que desta vez o adversário conseguiu jogar. O Luverdense acertou mais os passes e conseguia finalizar. Só faltou a qualidade que sobrou ao Santa Cruz, mais precisamente a Júnior Xuxa.

Aos 11 minutos, os corais resolveram atacar e conseguiram o segundo gol. Após duas tentativas, a bola sobrou para Júnior Xuxa mandar para o gol, sem defesa para Gabriel. Apesar da desvantagem aumentar, o Luverdense não desistiu do gol. Manteve o futebol mais ofensivo que o do Santa.

E os matogrossenses quase são premiados apenas cinco minutos depois de levar o gol. Rafael Tavares chegou cara a cara com Tiago Cardoso mas chutou em cima do paredão. Aos tricampeões pernambucanos ficou nítida a dificuldade de encaixar o contra-ataque.

A defesa portou-se bem mas faltava uma preparação do meio e do ataque para mudar rapidamente a postura defensiva para a ofensiva. O espaço existia, mas não quem o preenchesse de forma mais racional. Aos 42, Edinho bateu falta na área e Leandro Cardoso afastou. O tricolor poderia ter ampliado aos 43. Raul tocou para André Dias, que chutou raspando a trave direita.

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Nininho, Renan, Leandro Souza Éverton Sena; Tozo, Luciano Sorriso, Raul e Júnior Xuxa; Caça-Rato e André Dias. Técnico: Sandro Barbosa.

Luverdense: Gabriel; Raul Prata, Zé Roberto, Murilo e Edinho; Júlio Terceiro (Murilo), Leandrinho, Rafael Tavares (Samuel) e Tatu (Washington); Marcelo Maciel e Tozin. Técnico: Roberval Davino.

Local: Arruda. Árbitro: Manoel Nunes Lopo (Bahia). Assistentes: Broney Machado e Kildenn Tadeu (ambos da Paraíba). Gols: Júlio Terceiro (contra), aos três minutos do primeiro. Júnior Xuxa, aos 11 do segundo.

Fonte: Por Diogo Menezes, do JC Online.

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.