Arroz, feijão e verduras
Brasil Destaque Economia Social

Mais feijão e arroz na mesa dos mais pobres com o Auxílio Brasil

Por Jailton Lima –

Um pouco mais de comida na mesa dos mais pobres. Isso não deveria incomodar os opositores do Governo Federal, pelo contrário, deveriam achar meios que estendessem o benefício a mais brasileiros.

No último dia 20 de outubro, em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro assinou a MP que cria o novo programa social do País, o Auxílio Brasil.

Em vez de R$ 300,00, o Governo aumentou para R$ 400,00 e mais de 17 milhões de pessoas vão ser beneficiadas pelo programa.

Infelizmente, não entendo o porquê de os opositores do presidente estarem insatisfeitos ou criticando o Auxílio Brasil, que vai ferir o teto de gasto do Pais.

Quando os menos favorecidos conseguem um pouco mais de recursos (embora seja insuficiente) para ajudar na alimentação, aparece essa gritaria na mídia por parte daqueles que deveriam defender essa causa.

Esses personagens não estão preocupados com a fome do povo, eles querem instabilidade e conflito social.

Esses políticos deveriam ajudar o Governo Federal a encontrar meios para que mais brasileiros sejam contemplados com o programa social Auxílio Brasil.

Mas, na verdade, os interesses deles são outros. Eles querem, em detrimento do sofrimento do povo, agarrar e não soltar mais o poder. Lamentavelmente, esse é o momento que vivemos.

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 2 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.