Brasil Pernambuco Política

Marina teria, enfim, aceitado ser vice de Campos

Ex-senadora estaria satisfeita com esforço de aliado. (Foto:PSB) Ex-senadora estaria satisfeita com esforço de aliado. (Foto:PSB)[/caption]

O que o governador-presidenciável Eduardo Campos (PSB) tanto desejava parece, enfim, ter se materializado. Conforme post publicado no blog do jornalista Kennedy Alencar, a ex-senadora Marina Silva (PSB-AC) teria aceitado ser a vice na chapa encabeçada pelo pernambucano na disputa sucessória do Palácio do Planalto. A neossocialista teria reconhecido o esforço do presidente nacional dos socialistas para materializar os compromissos assumidos com ela.

Entre as concessões que Eduardo teria feito à Marina estão a apresentação de um programa de governo que contemple bandeiras defendidas pela Rede Sustentabilidade e estabelecer uma discussão para o lançamento de candidaturas próprias em estados onde o PSB tinha acordos com o PSDB, a exemplo de São Paulo.

No entanto, Marina teria indicado que poderia sair da chapa caso Eduardo encontre algum nome que possa agregar mais à postulação, sobretudo no que diz respeito à alianças com outras legendas.

Marina Silva ingressou no PSB em outubro do ano passado, na reta final do chamado troca-troca partidário. Com a impossibilidade de oficializar a sua Rede Sustentabilidade – ela não conseguiu o registro no TSE -, a ex-senadora buscou um partido já estruturado e que pudesse defender bandeiras dos militantes que a acompanham.

Desde o primeiro momento, a possibilidade de Marina ser a vice de Eduardo foi ventilada como o principal reforço da postulação do socialista. Contudo, as divergências entre os dois, em alguns momentos, colocou em xeque a materialização desse quadro. Algo que poderia ter sido superado. Vamos aguardar. No próximo dia 04, PSB e Rede apresentam um documento com as diretrizes da candidatura presidencial da dupla.

Fonte: Por Gilberto Prazeres, do Blog da Folha.

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.