Flávio Gadelha e Murilo do Povo
Abreu e Lima Cidade em Ação

Prefeito visita obras do desassoreamento do Rio Barro Branco

Por Jailton Lima –

No último dia 25 de março, o prefeito Flávio Gadelha (PSL) esteve no bairro de Caetés III, para acompanhar de perto as obras, iniciadas a cerca de um mês, do desassoreamento do rio Barro Branco. Os trabalhos estão sendo feitos por duas máquinas, alargando toda a extensão do rio, em aproximadamente 1.500 metros.

“Todo este local estava bastante assoreado, sendo o principal ponto de alagamento no município, por isso a necessidade deste trabalho emergencial antes da chegada do inverno”, comentou Flávio Gadelha.

Em períodos de chuvas, por muitos anos, em todo trecho do rio Barro Branco, inúmeras inundações ocorreram no local por não haver no trecho natural do rio, uma drenagem correta para escoamento das águas.

Com o término das obras, a Prefeitura espera solucionar um antigo problema da população daquela localidade que sofria bastante com o transbordamento do rio Barro Branco.

O prefeito Flávio Gadelha estava acompanhado do vice-prefeito, Murilo do Povo, da secretária de Obras, Ceci Felinto e o diretor da Defesa Civil do município, Hugo Henrique.

O que é assoreamento
Um dos principais problemas que afetam os rios e córregos, principalmente os que passam por grandes cidades, é o assoreamento. Neste processo ocorre o acúmulo de lixo, entulho e outros detritos no fundo dos rios. Com isso, o rio passa a suportar cada vez menos água, provocando enchentes em épocas de grande quantidade de chuvas.

Medidas para evitar
Nestes casos, é importante uma intervenção do homem para evitar catástrofes. A primeira medida é a conscientização da população para que o lixo não seja jogado nos rios. Outra medida é a ação dos governos com projetos de manutenção dos rios, através do processo de desassoreamento dos rios. Este consiste em retirar do fundo dos rios, com o uso de máquinas, todo tipo de lixo e detritos depositados. Desta forma, consegue-se aumentar a vazão do rio.

Ação da natureza
Além da ação do homem, citada acima, o assoreamento dos rios é provocado também de forma natural, pois com o passar do tempo, vai ocorrendo o acúmulo de terra ou areia no fundo dos rios.

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.