Brasil Pernambuco Política Recife

Humberto Costa diz que não houve ruptura entre PSB e PT

Senador destaca que investimentos do governo federal no estado não serão interrompidos. (Foto: Lia de Paula/Agência Senado) Senador destaca que investimentos do governo federal no estado não serão interrompidos. (Foto: Lia de Paula/Agência Senado)[/caption]

As relações entre governo federal e o Partido Socialista Brasileiro (PSB), depois da decisão da entrega dos cargos pela Executiva Nacional socialista, vão continuar boas,  segundo o senador Humberto Costa (PT). Ele garantiu hoje (19), em Brasília que os investimentos em Pernambuco ainda fazem parte das prioridades da presidente Dilma Rousseff. Mesmo tendo desencadeado uma onda de reações entre os dois partidos no sentido de dividir antigas alianças e entregas de cargos nos Executivos dos estados, a promessa de ambos os lados é de ajuda mútua. “Absolutamente, em nenhum momento houve uma ruptura entre o PSB e o governo Dilma, entre o PSB e o PT. Na verdade, o PSB apenas optou por sair do governo. No entanto, todas as ações, todos os programas do governo federal, especialmente todos aqueles feitos em parceria com o governo do estado, com as prefeituras vão continuar integralmente”, disse Humberto. Ontem (18), durante coletiva, Eduardo Campos também prometeu continuar apoiando o governo no Congresso. O senador lembrou dos investimentos do governo federal em Pernambuco, como o estaleiro Atlântico Sul, as obras do PAC, os investimentos em mobilidade e as ações de ampliação da oferta de água no estado, como no caso da transposição do Rio São Francisco e a adutora do Agreste. Para o parlamentar, as relações entre os partidos estão à parte da atenção que a presidência deve dar à Pernambuco. “Tudo que Lula e Dilma já fizeram por Pernambuco não fizeram simplesmente por conta de terem uma relação com o governo estadual, fizeram pelo compromisso com Pernambuco”, afirmou o senador, fazendo questão de reforçar o carinho da presidente Dilma com o Nordeste. Nas entrelinhas da política da boa vizinhança, a separação entre PSB e PT dividiu representantes dos partidos em Pernambuco e ainda não se definiu a situação dos cargos que o PT ocupa no governo e na Prefeitura do Recife.

Fonte: Por Andrea Cantarelli, do Diario de Pernambuco.

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.