Cidade em Ação Destaque Economia Igarassu Política

Câmara aprova o Orçamento/2014

Numa sessão muita extensa e tumultuada, na tarde da última terça-feira (26), o plenário da Casa de Duarte Coelho foi, mais uma vez, palco de grandes debates políticos. O plenário estava superlotado e na expectativa de participar da aprovação do Orçamento Municipal de Igarassu/ 2014. A sessão teve início, às 16h, na presidência do vereador Ademar de Barros (PDT), que ainda tentou reverter a votação, alegando que a Casa poderia aprovar 20% para ser remanejado pelo Executivo do Município, sem que o mesmo precisar da autorização da Câmara. Na semana passada, alguns vereadores da base do prefeito Mário Ricardo (PTB), “queriam aprovar um percentual de 10%, justificando que 20% era muito para o Executivo. E agora as coisas mudaram da água para o vinho. O que de fato ocorreu?”, questionou o vereador Ademar de Barros. Ele criticou a maneira como o Poder Executivo manipulou a votação. Ademar disse que o orçamento para 2014 está orçado em R$ 166 milhões. E deste valor, o prefeito vai administrar R$ 65 milhões sem ter que pedir a autorização da Câmara Municipal. “Estamos dando um cheque em branco para o prefeito. Cabe a nós a prerrogativa de fiscalizar, mas a oposição está sendo impedida de fiscalizar o emprego deste grande montante de dinheiro. Os vereadores da base serão responsáveis por esta aprovação do Orçamento Municipal. Quero entregar a chave desta Casa ao prefeito Mário Ricardo, que, de uma forma autocrática, impõe sua vontade, atropelando este Poder Legislativo”, criticou, o presidente da Casa.

[caption id="attachment_1322" align="alignleft" width="400"]Paulo-Uchoa CPI: Paulo Uchôa disse que vai apresentar denúncias.[/caption]

Com a aprovação da Lei Orçamentária por oito votos a favor (base aliada do prefeito Mário) e cinco votos contra (da oposição), a Prefeitura obteve uma importante vitória no campo político. O prefeito Mário pode suplementar o Orçamento Municipal em R$ 66 milhões sem ter que pedir autorização do Legislativo. O prefeito em mensagem enviada no Facebook elogiou os vereadores da base pela aprovação. Mário disse que o governo terá oportunidade para fazer as tomadas de decisão mais rápida. Por outro lado, os vereadores da oposição, sobretudo Paulo Uchoa (PDT), prometeu apresentar denúncias de improbidade administrativa, com a apresentação de documentação. Paulo Uchôa vai denunciar a atual administração ao Ministério Público.

Veja os vereadores que votaram a favor da suplementação de 40% para o prefeito: Maguila, Romário Xavier, Irapuan, Siqueira da Areia, Edinho Martins, Érica Uchôa, Izaque Leite e Tote.

Veja os vereadores que votaram contra a suplementação de 40% para o prefeito: Ademar de Barros, Maria dos Prazeres, Gui, Paulo Uchôa e Helmilton Bessera.

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.