Pernambuco Política Recife

Presidente do PT do Recife diz que PTB alicia militantes e fala em implodir aliança

(Foto: BlogImagem)[/caption]

O presidente do PT do Recife, Oscar Barreto, tem reclamado do assédio de lideranças do PTB e da própria legenda junto a militantes do partido para eleger candidatos proporcionais. Para interlocutores, Oscar teria dito que, se os imbróglios não forem resolvidos, ele vai trabalhar para implodir a aliança com o senador Armando Monteiro Neto (PTB).

“O PTB, depois de aprovada a aliança, vai em cima da militância do PT, usando a estrutura da majoritária para aliciar militantes do PT para apoiar A ou B do PTB”, afirmou nesta quarta-feira (28), em entrevista ao âncora Aldo Vilela, na Rádio JC News.

“Quem está mais junto de Armando Monteiro, como o senador Humberto Costa e João Paulo, tem tido uma postura muito belicosa. Por exemplo, quem é majoritário chamar os companheiros do PT para dizer que eles devem votar nesse ou naquele candidato”, atacou.

“O candidato a senador, João Paulo, não pode estar chamando as pessoas e dizendo para votar em A, B ou C e que não pode votar em E”, direcionou a crítica, para o deputado federal João Paulo (PT), que disputará o Senado na chapa de Armando.

“Acho que é errado o companheiro candidato a majoritário fazer seleção de proporcional no PT”, reafirmou. “Não vou estar confortável com alguém fora do PT nos atacando e os aliados dessa candidatura dentro do PT nos atacando também”, disse ainda.

“O papel de Humberto e de João Paulo é trabalhar no projeto do conjunto maior. Mas ficam o tempo todo selecionando quem querem eleger no PT e no ataque. E nos ataques, vão junto com o PTB”, prosseguiu Oscar, que também é pré-candidato a deputado.

O presidente do PT do Recife também se queixou dos processos judiciais que foram movidos contra ele pelo senador Humberto Costa e pelo ex-vereador Dilson Peixoto. Durante a briga pela presidência do partido, o grupo chegou a pedir a expulsão de Oscar da legenda.

No próximo domingo (1º), o PT vai se reunir para definir os candidatos aos cargos de deputado estadual e federal. “Se chegar no encontro do PT sem uma decisão sobre conteúdo da linha, sobre essa relação interna no PT nós vamos ter uma posição”, prometeu.

TERESA – Oscar foi interpelado pela presidente estadual da legenda, a deputada estadual Teresa Leitão, que defendeu a necessidade de discutir essas questões dentro da legenda, para não expor ainda mais o PT a fragilidades.

“Gostaria de pedir um pouco de confiança na condução. E nós vamos tratar isso internamente. Nós já estamos tratando isso internamente e vamos tratar”, disse.

O racha interno do PT fez o partido perder a Prefeitura do Recife para o PSB em 2012, quando o prefeito Geraldo Julio se elegeu no primeiro turno, deixando Humberto Costa em terceiro lugar.

Fonte: Por Paulo Veras, do Blog de Jamildo.

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.