Artigos

Globalização do Litoral Norte

Economia

A necessidade de um “Boom econômico” para transformar uma região e suas cidades.

Acreditar em uma transformação e ascensão nas cidades, sabemos que existe a necessidade de um grande “Boom econômico”, aonde trará naturalmente uma explosão de consumo. Esse milagre econômico transformara a sociedade em diversos pontos, tanto negativo como positivo. As explosões inicialmente começarão pela busca no setor educacional, as pessoas deslumbram melhores condições nas suas atividades profissionais e sabem que as oportunidades existentes necessitarão de capacidade técnica, essa avalanche inicial proporcionará ao mercado do conhecimento como: escolas, faculdades, universidades, cursos de especialização, cursos técnicos, cursos de língua estrangeiras e etc. Haverá uma procura desenfreada, principalmente por ser uma região que por muitos anos silencia na precariedade de investimentos na infraestrutura.

Especulações são os projetos de autores sem planejamento e sem identidade, traduzem nas inquietações comerciais de vários setores, principalmente as imobiliárias, trazendo para nossa região novos aproveitadores e novos investidores.

Esse momento é natural para uma sociedade que vive na esperança de uma nova realidade social. O que chama mais a atenção é cadê o planejamento das cidades em relação à sua participação nos novos investimentos do Litoral Norte de Pernambuco, concretamente apenas os municípios de Goiana e Itapissuma estão sendo prestigiados e privilegiados com os novos investimentos no litoral, os demais municípios como Paulista, Abreu e Lima, Igarassu e Itamaracá vivem de promessas e podendo ser cidades dormitórios, aonde terá uma conta altíssima a pagar nas suas infraestruturas municipais, como na educação, saúde, habitação, saneamento, lixo e etc, completando com diversos conflitos sociais. Os noticiários locais por vários meses publicaram a vinda de aproximadamente 50 empresas para Igarassu que serão fornecedoras da Fiat, as novas notícias no cenário estadual é que o segundo passo após a instalação da fábrica é a divisão desses fornecedores entre Suape/PE e a Paraíba, onde está sendo implantado um novo complexo industrial.

Goiana cidade altamente privilegiada está recebendo a Fiat, Hemobras, CIV e investimentos imobiliários com bairros planejados horizontalmente e verticalmente para atingir o operariado e a classe média, com isso a cidade ganhará em mobilidade, capacitação, infraestrutura, bons hospitais, boas escolas, comércio de varejo e estruturas de lazer.

Itapissuma recebe duas fábricas de cerveja a Ambev e a Itaipava, traduzindo em novos empregos e uma nova receita para os cofres do município.

Itamaracá a belíssima ilha encontra desde 1997 na promessa da desativação dos presídios e a cada dia perdendo espaço para o Litoral Sul, em pesquisa realizada no ano de 2011 recebemos em torno de 4.5 milhões de turistas em PE aonde 10% foram estrangeiros, 40% dos leitos em PE são no Litoral Sul e abaixo de 10% no Litoral Norte. Temos outros fatores de grande importância que vêm preocupando os ambientalistas de nossa região, poderia ser atrativo e de grande poder econômico para os nossos municípios, os nossos manguezais, canal de Santa Cruz,a pesca, as ostras de Mangue Seco, a fauna e a flora que é complexa de alta biodiversidade no ambiente, a sua conservação tende a um grande valor econômico, estético e social.

É necessário pensar e planejar macroeconomicamente, políticas públicas individualizadas serão momentâneas e passageiras, podendo não ter outra oportunidade de crescimento em nosso Litoral, fica a dica para toda sociedade civil.

Cabe aos governantes e nossos representantes cobrarem contrapartidas para esses municípios que irão receber o ônus com apenas o aumento populacional, tal acontecimento já existe nas imediações de Contagem-MG aonde a própria Fiat tem sua unidade fabril em nosso país, não podemos e nem devemos correr no mesmo erro estrutural, para o crescimento das cidades do litoral norte uniformemente, com as divisões igualitárias teremos chance de ter uma sociedade bem distribuída e com uma renda per capita mais sólida em toda região.

Por Jurandir Filho

]]>

SEJA UM ASSINANTE
Como assinante, sempre que houver uma nova postagem, você será o primeiro a receber o conteúdo, com exclusividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.